quarta-feira, 20 de maio de 2009

295 Buddha Espírito da árvore da Mamona

295
“Como de um touro...etc.” - Esta é outra história contada pelo Mestre na mesma situação sobre as mesmas pessoas. As circunstâncias também são as mesmas.
_______________

Certa vez quando Brahmadatra reinava em Benares, o Bodhisatva tornou-se espírito da árvore da Mamona que situava-se próxima a uma cera vila. Um velho boi morreu numa certa cidade ; e arrastaram a carcaça para fora e a atiraram para baixo neste bosque destas árvores junto do portão da cidade. Um Chacal veio e começou a comer a carniça. Depois veio um Corvo e pousou na árvore. Quando ele viu o Chacal, cogitou se bajulando-o conseguiria um pouco de carniça para comer. E então repetiu a primeira estrofe :-

Como de um touro, teu corpo se parece para mim,
Como de um leão tua atividade.
Ó rei das bestas ! Toda a glória para ti !
Por favor não esqueças de me deixar um pouco.

Escutando isto o Chacal repetiu a segunda :-

Aqueles que são de nascimento e linhagem nobre
Sabem como louvar gentilmente.
Ó Corvo, cujo pescoço é como o do pavão,
Desça d'árvore e pegue um pedaço !

O Espírito d'árvore, vendo isto, repetiu a terceira :

A mais baixa das bestas é o Chacal,
A mais baixa das aves o Corvo,
A Mamona a mais baixa das árvores :-
Agora os mais baixos aqui estão os três.
___________

Quando o Mestre terminou este discurso, identificou o Jataka : “Naquele tempo devadatra era o Chacal, Kokalika era o Corvo mas o Espírito d'árvore era eu mesmo.”

Nenhum comentário: