quinta-feira, 10 de setembro de 2009

351 Buddha rei de Benares

351
“Despojado de todas...etc.” - Esta história o Mestre, enquanto residia em Jetavana, contou relativa a um conselheiro que era culpado de errar no harém do rei de Kosala. O incidente que dá origem à história foi relatado anteriormente. // aos Jātakas 51, 282 e 303.
______________

Aqui também o Bodhisatva tornou-se rei de Benares. O conselheiro ruim chamou o rei de Kosala e fez com que ele tomasse o reino de Kāsi e atirou o Bodhisatva na prisão. O rei de Benares desenvolveu meditação enstática e sentou de pernas cruzadas no ar. Uma febre forte tomou o corpo do usurpador e aproximando-se do rei de Benares repetiu a primeira estrofe:

Despojado de todas as alegrias da vida,
Brincos jóias, cavalo e carro,
Roubado do filho e da esposa amada,
Nada parece teu prazer estragar.

Escutando-o o Bodhisatva recitou estes versos:-

Prazeres logo apressam-se em nos deixar,
De prazeres devem todos se privar,
A dor não tem poder de nos afligir,
Alegria ela mesma logo transforma-se em pesar.
Luas aparecendo em órbitas novas
Crescem um pouco, minguam e morrem,
Sóis com calor animam toda natura,
Apressa-se em se pôr no céu distante.
Mudança vejo como lei neste mundo,
Dor não me agoniza.

Assim o Grande Ser expôs a Verdade ao rei usurpador, e testando a conduta dele, repetiu estas estrofes:- ( // no Jātaka 332 )

Detesto o leigo sensual ocioso,
O falso asceta farsante declarado.

Um mal rei decidirá um caso sem escutar;
Ira no sábio nunca se justificará.

O príncipe guerreiro dá um veredicto bem pesado,
Vive a fama para sempre de um justo juiz.

O rei de Kosala tendo assim ganho o perdão do Bodhisatva e devolvido seu reino, partiu para seu próprio país.
______________

O Mestre, tendo terminado seu discurso, assim identificou o Jataka : “Naquele tempo Ananda era o rei de Kosala e eu mesmo era o rei de Benares.”

Nenhum comentário: