quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

397 Buddha Leão

397

O arco está curvado... etc”. – O Mestre contou esta história quando residia no Bosque de Bambu, relativa a um Irmão que tinha más companhias. A ocasião foi apresentada amplamente no Jātaka 26. O Mestre disse, “Irmãos, não é a primeira vez que ele tem más companhias,” e contou um conto(a) antigo.


--------------------------


Certa vez quando Brahmadatra reinava em Benares, o Bodhisatva era um leão e vivendo com uma leoa tinha dois filhotes [cachorros] , um macho e uma fêmea. O nome do macho era Manoja. Quando ele cresceu tomou uma leoa por esposa : e assim tornaram-se cinco. Manoja matava búfalos selvagens e outros animais, e assim tomava carne para alimentar seus pais, irmã e esposa. Um dia no seu campo de caça viu um chacal chamado Girlya, incapaz de correr e deitado de bruços. “Como estais, amigo?” ele disse. “Desejo serví-lo, meu senhor.” “Então, faça isto.” E assim levou o chacal para seu covil. O Bodhisatva vendo-o disse, “Querido Manoja, chacais são fracos e pecadores, e dão mau conselho; não traga este para perto de ti :” mas não conseguiu impedí-lo. Então um dia o chacal desejoso de comer carne de cavalo, disse a Manoja, “Senhor, a não ser carne de cavalo, não há nada que não comemos; vamos pegar cavalo.” “Mas onde há cavalos, amigo ?” “Em Benares na margem do rio.” Ele aceita o conselho e vai com ele para lá onde os cavalos banham-se no rio; ele pegou um cavalo e jogando nas costas, veio rápido para a boca do seu covil. Seu pai comendo a carne de cavalo disse, “Caro, cavalos são propriedades do rei, reis têm estratagemas vários, eles têm arqueiros habilidosos no tiro; leões que comem carne de cavalo não vivem muito, de agora em diante não pegue cavalos.” O leão sem seguir o conselho do pai continuou a pegá-los. O rei, escutando que um leão estava pegando os cavalos , fez um tanque de banho para os cavalos dentro da cidade : mas o leão continuou vindo e pegando. O rei fez um estábulo, e dava forragem e água dentro dele. O leão veio por cima do muro e pegava cavalos mesmo dentro dos estábulos. O rei chamou um arqueiro que atirava como um raio e perguntou se podia acertar o leão. Ele disse que podia e fazendo uma torre perto do muro por onde o leão vinha, lá esperou. O leão veio e posicionando o chacal no cemitério do lado de fora, saltou dentro da cidade para pegar cavalos. O arqueiro pensando, “Sua velocidade é muito grande quando ele vem,” não o acertou, mas quando estava saindo levando um cavalo, ancorado pelo peso pesado, acertou-o no quadril traseiro com uma flecha afiada. A flecha saiu pelo quadril dianteiro voando pelos ares. O leão urrou “Fui atingido.” O arqueiro depois de acertá-lo tocou a corda do arco como um som de trovão. O chacal escutando o barulho do leão e do arco disse para si mesmo, “Meu camarada foiatingido e deve estar morto, não há amizade com os mortos, voltarei agora para minha velha residência na floresta,” e assim falou duas estrofes:-


O arco está curvado, a corda soa amplamente;

Manoja, rei das bestas, meu amigo, está morto.


Ai, buscarei na floresta o melhor que possa:

De tal amizade nada; outros serão meu esteio.


O leão numa corrida veio e atirou o cavalo na boca do covil, caindo morto ele também. Seus parentes saíram e o viram cheio de sangue, que saía das feridas, morto por seguir o fraco; e seu pai, mãe, irmã e esposa vendo-o falaram quatro estrofes respectivamente:-


Não é próspera a fortuna daquele seduzido pelo fraco;

Vejam Manoja jazendo aí, devido ao conselho de Giriya.


Não alegra-se as mães com um filho cujos camaradas não são bons:

Vejam Manoja jazendo aí todo coberto de sangue.


Com tal porção queda-se o homem, jaz em baixa condição,

Quem segue não o conselho da verdadeiro e sábio amigo.


Este, ou pior que este, seu fado

Do que é alto, mas crê no baixo:

Vejam, assim do estado de rei

Ele cai diante do arco.


Por último, a estrofe da Sabedoria Perfeita:-


Quem segue os proscritos, é ele atirado para fora,

Quem corteja iguais nunca será traído,

Querm curva-se diante do mais nobre, cresce rápido;

Busque portanto aos teus melhores para conselho.


------------------------------


Depois da lição, o Mestre declarou as Verdades, e identificou o Jātaka:- Depois das Verdades o irmão que mantinha más companhias foi estabelecido na fruição do Primeiro Caminho:- “Naqueles dias o chacal era Devadatra, Manoja o que mantinha má companhia, sua irmã era Uppalavannā, sua esposa a Irmã Khemā, sua mãe a mãe de Rāhula, seu pai eu mesmo.”


Nenhum comentário: