terça-feira, 13 de abril de 2010

403 Buddha Atthisena

403

Atthisena, muitos mendigos...etc.” - O Mestre contou isto quando residia em santuário chamado Aggalava próximo de Alavi, relativo ao regulamento da construção de celas. A ocasião foi contada no Jataka 253 acima. O Mestre dirigiu-se à Irmandade dizendo, “Irmãos, antes do Buddha nascer no mundo, sacerdotes de outras religiões, mesmo quando reis mandavam fazer suas escolhas, nunca pediam ofertas, sustentando que pedir para outros não era agradável ou prazeroso,” e assim contou um conto(a) de tempos antigos.

____________________


Certa vez quando Brahmadatra reinava em Benares, o Bodhisatva nasceu em uma casa brahmin numa certa vila e o chamavam de jovem Atthisena. Quando cresceu, aprendeu todas as artes em Takkasila ( Taxila ) e depois, vendo a miséria dos desejos, adotou vida religiosa e alcançando altas Faculdades e Consecuções, morou por muito tempo no Himalaia : depois descendo para entre as pessoas em busca de sal e vinagre, alcançou Benares e após permanecer no parque veio colher ofertas no dia seguinte na corte do rei. O rei, gostando de suas postura e modos, mandou chamá-lo e o colocou num assento no terraço, dando a ele boa comida : recebendo seus agradecimentos ficou agraciado e tirou dele uma promessa fazendo o Bodhisatva morar no parque real e ir vê-lo duas ou três vezes por dia. Um dia, satisfeito com sua pregação da lei, deu a ele um dom, dizendo, “Peça-me o que quer que desejes, começando pelo reino.” O Bodhisatva nãodisse, “Dê-me isto e isto.” Outros pedem o que quer que desejem, dizendo, “Dê-me isto,” e o rei dá, se não apegado a tal. Um dia o rei pensou, “Outros pedintes e mendicantes me pedem isto e isto ; mas o nobre Atthisena, mesmo depois d'eu oferecer a ele um dom, nada pediu : ele é sábio e hábil em artifícios : perguntarei a ele.” Então um dia depois do almoço ele sentou em um lado e perguntou do porque de outros homens fazerem pedidos e ele mesmo não fazer nenhum, falando a primeira estrofe :-


Atthisena, muitos mendigos, apesar de completamente estranhos,

Aglomeram-se ao meu redor com suas petições : por quê nada pedes?


Escutando-o o Bodhisatva falou a segunda estrofe :-


Nem o pedinte, nem o que rejeita um pedido, podem felizes ficar :

Esta a razão, não fique irado, porque nada te pedi.


Escutando estas palavras o rei falou três estrofes :-


Aquele que vive de pedir e no tempo próprio nada pede,

Faz outro cair do mérito, falha em ganhar meio de vida.


Aquele que vive de pedir e sim pede no tempo próprio,

Faz outro homem ganhar mérito, ganhando ele mesmo meio de vida.


Homens de sabedoria não se irritam quando vêem os pedintes se aglomerarem;

Fale, meu santo amigo ; o dom que pedires nunca poderá ser ruim.


O Bodhisatva então, mesmo podendo escolher o reino, nada pediu. Quando o desejo do rei foi assim expresso, o Bodhisatva para mostrar a ele o caminho dos sacerdotes disse, “Ó grande rei, estes pedidos são preferidos por homens de desejos mundanos e donos de casa, não por sacerdotes : a partir de sua ordenação sacerdotes devem ter uma vida pura diferente de um dono de casa :” e para apresentar o caminho dos sacerdotes, falou a sexta estrofe :-


Sábios nunca fazem pedidos, leigos de valor devem saber :

Silentes permanecem o nobre pedinte : sábios assim pedem.


O rei escutando as palavras de Bodhisatva disse, “Senhor, como um sábio ajudante de conhecimento próprio dá o quê deve ser dado a seu amigo, assim dou a ti tal e tal coisa,” e então falou a sétima estrofe :-


Brahmin, te ofereço mil vacas,

Vacas vermelhas, acrescidas do líder da horda :

Entendendo apenas agora teus generosos atos,

Sou movido também a generosos gestos.


Quando ele disse isto, o Bodhisatva, recusou, dizendo, “Grande rei, adotei vida religiosa livre de impureza : não necessito de vacas.” O rei habitou sob os conselhos dele ; fazendo ofertas e outras obras boas tornou-se destinado ao céu e não caindo da meditação nasceu no mundo de Brahma.


______________________


Após a lição, o Mestre declarou as Verdades e identifiocu o Jataka :- Após as Verdades muitos foram estabelecidos na fruição do Primeiro Caminho :- “Naquele tempo o rei era Ananda, Atthisena era eu mesmo.”


Nenhum comentário: